quinta-feira, 6 de maio de 2010

Obesidade, além de uma questão de saúde...

"em uma sociedade obcecada com a magreza, em que se acredita firmemente que os gordos são culpados por seu tamanho, ainda é politicamente correto estigmatizá-los e ridicularizá-los. A discriminação contra os gordos é uma das últimas a ainda serem aceitas". 


Site da Naafa (Associação Nacional para o Avanço da Aceitação dos Gordos, na sigla em inglês)

O impacto da obesidade na saúde já é conhecido e discutido pela mídia há tempos, porém uma questão que geralmente não é questionada nos meios de massa é o preconceito com os mesmos, o quão os obesos sofrem para conseguir um trabalho, para comprar uma passagem de avião ou para se encaixar em algum grupo social.

Grupos Sociais como o Naafa vem lutado para acabar com o preconceito sofrido pelos gordos que são ridicularizados todos os dias, e este preconceito, apesar de ser no exterior, pode ser percebido na cultura do Brasil da mesma forma (ou pior). Todas as terças no canal aberto mais visto do Brasil, o Caceta e Planeta da Rede Globo, tem um gordo ou gorda sendo ridicularizado. 


Na escola tem um obeso que sofre, no trabalho (se ele conseguiu um), num bar, enfim, onde há pessoas que são bombardeadas pela perfeição ditada pela mídia todos os dias, haverá preconceito.


Acredito que antes de trabalhar a questão do preconceito contra gordos mais a fundo, uma primeira reflexão é necessária. Por que achamos um obeso feio? Por que não namoramos um gordo? Por que tal pessoa é gorda? Isso é engraçado realmente? Ou é um ser humano sujeito a traumas como eu e você?


Como ela se sente?

11 comentários:

  1. Andrei S. e Silva7 de maio de 2010 09:01

    Na minha opinião, as pessoas com mais peso sofrem preconceito não só por uma propagação na mídia de arquétipos de beleza, mas porque existe algo cultural que atravessa toda a sociedade ocidental que nunca viu pessoas obesas com bons olhos. Quando eu digo obesas, me refiro as pessoas que estão muito além do peso saudável, pois as pessoas com sobrepeso só começaram a ser discriminadas recentemente, e em outras épocas já foi inclusive padrão de beleza e saúde e poder econômico.
    De certa modo, parece que enxergamos a obesidade como uma deformidade do corpo, uma doença que representa o oposto do corpo máquina que o homem moderno admira. No nosso imaginário o corpo obeso não se move rápido, não possui vigorosidade e não parece ser saudável.
    No que diz respeito a essa idéia de saúde e proliferação da espécie, algumas correntes ciêntificas mais ortodoxas,que consideram quase que exclusivamente o caráter biológico e prático das relações entre os indivíduos da espécie humana, dizem que selecionamos para a reprodução apenas indivíduos que aparentam serem saudáveis e capazes de perpetuar o nosso DNA e espécie.
    Obviamente que essas interpretações são totalmente passíveis de receberem críticas, pois como sabemos, toda experiência empírica que envolve o comportamento humano acaba sendo frustrada ou não consegue apreender toda a complexidade que envolve a nossa psiquê(isso os behavioristas sabem muito bem).
    Só por curiosidade, existe um documentário que foi exibido no Discovery Channel se não me engano, e que chama-se "A Ciência do Sex Appeal". Nele existem algumas questões postas em experimentos ciêntificos(alguns com credibilidade duvidosa) que tratam sobre várias questões relacionadas a fatores biológicos e psicológicos que guiam a nossa atração por outras pessoas. Quem tiver curiosidade, vale a pena conferir.

    ResponderExcluir
  2. pode ter sido (acho que com certeza foi) inconsciente a escolha da foto, mas o engraçado é ler inúmeros textos que falam como as mulheres são mais susceptíveis a disturbios alimentares e ver que a foto que ilustra esse post é de uma mulher gorda, e não um homem. isso já está tão imbutido no nosso inconsciente que quando pensamos em padrão de beleza e estética a figura masculina nem passa pela nossa cabeça.

    ResponderExcluir
  3. Achamos as pessoas gordas feias pq quase nunca elas são vinculadas a beleza na mídia. Mas a verdade é que mesmo estudando sobre isso, analisando e criticando, sabendo que é uma questão cultural, um padrão de estética rígido que aliena ou sei lá o quê, não consigo achar um obeso bonito, pelo menos não a primeira vista.

    ResponderExcluir
  4. O gordo é feio. O feio é gordo. Ok. E aquela esquelética anoréxica do próximo post? Parece-me que para pensar num magro feio é preciso ir mais além. Só nesse exercício é possível perceber o quanto o gordo é condenado na sociedade atual, na qual vigora o biopoder.

    ResponderExcluir
  5. Sabe oq eu achei mais "engraçado"? Além de todo o preconceito advindo de várias pessoas, ainda soa a questão "é gordo porque quer".Como se o fato de ser gordo fosse um crime passível de castigo, como se dissesse "rouba porque quer".

    ResponderExcluir
  6. O que acontece é que, realmente, cuidar da alimentação e praticar exercícios físicos podem ajudar bastante a emagrecer. Mas não em todos os casos. Existem pessoas que simplesmente têm tendência a engordar por mais que se esforcem.
    E é aí que o preconceito deve ser repensado.
    Em todo caso é preciso lembrar que a obesidade é um problema de saúde pública e deve ser tratado com tal porque realmente muita gente não se cuida. E aí já não é questão de se sentir bem, é questão de saúde.
    Não que eu defenda o preconceito. Acredito que ele é sempre ruim. Mas a orientação nesse sentido é muitas vezes necessária.

    ResponderExcluir
  7. Essa é uma questão tão dificil... porque como a Angélica falou, a obesidade é sim uma questão de saúde pública. Não tem como falar que os médicos de hoje estão 'medicalizando' toda a sociedade.
    Mas temos que tomar cuidado com os preconceitos que já estão presentes na gente.

    ResponderExcluir
  8. A questão a ser refletida na minha opnião não é a de achar uma pessoa obesa bonita ou não. Isso é muito particular, e mesmo a pessoa mais sensível do mundo pode muito bem não ter essa visão simplesmente porque seria uma forma de não estar descriminando determinada pessoa. A questão mais séria a se abordar é o preconceito na sociedade, onde essas pessoas são discriminadas, encontram dificuldades para conseguir um emprego por exemplo, entre outros.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom o seu questionamento, sou criticada cruelmente por gordos orgulhosos de sua banha no meu blog, repletos de hipocrisia...
    ótimo questionamento!

    Peguei essa foto ai, emprestada do seu blog, e linkei esse post lá no meu blog
    http://lazzarotizada.wordpress.com

    ResponderExcluir
  10. Eu como gorda, posso dizer que sentir a discriminação por causa do peso, dói, mas dói mais ser gordo kkk
    dói as costas, doem as articualões, e só piora com o passar dos anos, acho que antes de lutarem pra serem aceitos como gordos, deviam lutar por tratamento gratuito, de qualidade, a longo prazo... porque obesidade é doença, e não falo de gordinhos fofinhos, falo de obesos e grandes obesos.

    Abraços ^^

    ResponderExcluir
  11. Na minha opiniao acho que vais ter que ir ao medico

    ResponderExcluir